Rejuvenescimento da Moda – Exposição de Moda Ecológica e Funcional

Nos primórdios dos tempos a função do vestuário consistia em cobrir e proteger o corpo. Com o passar do tempo, o vestuário passou a representar o gosto de cada um, a destacar a personalidade ou a simbolizar o estatuto de quem o veste. No contexto do sector comercial, o design de vestuário tornou-se numa nova tendência. A busca da moda por parte dos consumidores deu lugar à produção trimestral de toneladas de vestuário pela indústria. No entanto, enquanto o design de moda se encontra numa fase de florescimento, a indústria da moda também passou a ser a segunda maior fonte de poluição em todo o mundo, sendo portanto necessário fazer uma reflexão profunda em torno do seu impacto no ambiente.

 

Nos últimos anos, a indústria da moda tem vindo a enaltecer a ideia do desenvolvimento sustentável, tendo promovido o conceito de “resíduos zero”. Tendo como objectivo a protecção ambiental, as descargas de poluentes são reduzidas e os tecidos são reciclados para produzir novos artigos de moda, compatibilizando assim a moda com a protecção ambiental sustentável. Por outro lado, com a evolução dos avanços da ciência e da tecnologia e a sua aplicação generalizada, as fibras têxteis passaram por várias gerações decorrentes do aperfeiçoamento de novas tecnologias. As fibras artificiais tradicionais desenvolveram-se em tecidos funcionais com diversas vantagens adicionais. O vestuário funcional, que vê novos modelos a ser lançados constantemente, não só é vantajoso para a melhoria da qualidade de vida, mas também veio a dominar progressivamente o mercado da moda.

 

A Galeria de Moda de Macau organizou especialmente a presente edição da exposição intitulada “Rejuvenescimento da Moda – Exposição de Moda Ecológica e Funcional”, com o objectivo de inspirar os estilistas locais a alcançar novos patamares na criação, utilizando tecidos reciclados para conferir ao vestuário uma nova “vida”. Esta exposição reúne uma diversidade de vestuário feito com tecidos funcionais e ecológicos, incluindo os que se distinguem pela absorção da humidade, pela impermeabilidade, pela elasticidade mecânica, pela sensação de frescura e pela secagem rápida. Para além destes, são também apresentados tecidos químicos, que contribuem para a redução da poluição, e tecidos ecológicos, como fibras vegetais e poliéster reciclado feitos a partir de garrafas de plástico.

 

Os oito estilistas locais que participam nesta exposição foram seleccionados através de uma recolha pública de obras e um processo rigoroso de avaliação e selecção, incluindo Milk Ng, Kitty Ng, Jack Lam, Celestino Maria Cordova, Jane Chan, Jade Leong, Connie Wong e Nicole Tam (enumerados aleatoriamente). Cada estilista vai apresentar dois conjuntos de vestuário confeccionado com tecidos ecológicos ou funcionais. A totalidade das 16 peças de moda vai permitir que os visitantes explorem e conheçam mais profundamente a combinação entre os tecidos ecológicos ou funcionais e a moda, orientando deste modo a sua atenção em relação à moda, à protecção ambiental e às tecnologias.

 

Nesta ocasião, a Galeria de Moda de Macau dirige o seu agradecimento especial à Taiwan Textile Federation pelo grande apoio e pelo fornecimento de diversos tecidos funcionais e ecológicos, sem os quais não teria sido possível organizar esta exposição.

E-Book

Estilistas Participantes

Milk Ng
Kitty Ng
Jack Lam
Cordova Celestino Maria
Jane Chan
Jade Leong
Connie Wong
Nicole Tam

Fotos

Compartilhar