Exposição


2018.6.30-9.30

Rejuvenescimento da Moda – Exposição de Moda Ecológica e Funcional

Nos primórdios dos tempos a função do vestuário consistia em cobrir e proteger o corpo. Com o passar do tempo, o vestuário passou a representar o gosto de cada um, a destacar a personalidade ou a simbolizar o estatuto de quem o veste. No contexto do sector comercial, o design de vestuário tornou-se numa nova tendência. A busca da moda por parte dos consumidores deu lugar à produção trimestral de toneladas de vestuário pela indústria. No entanto, enquanto o design de moda se encontra numa fase de florescimento, a indústria da moda também passou a ser a segunda maior fonte de poluição em todo o mundo, sendo portanto necessário fazer uma reflexão profunda em torno do seu impacto no ambiente.

 

Nos últimos anos, a indústria da moda tem vindo a enaltecer a ideia do desenvolvimento sustentável, tendo promovido o conceito de “resíduos zero”. Tendo como objectivo a protecção ambiental, as descargas de poluentes são reduzidas e os tecidos são reciclados para produzir novos artigos de moda, compatibilizando assim a moda com a protecção ambiental sustentável. Por outro lado, com a evolução dos avanços da ciência e da tecnologia e a sua aplicação generalizada, as fibras têxteis passaram por várias gerações decorrentes do aperfeiçoamento de novas tecnologias. As fibras artificiais tradicionais desenvolveram-se em tecidos funcionais com diversas vantagens adicionais. O vestuário funcional, que vê novos modelos a ser lançados constantemente, não só é vantajoso para a melhoria da qualidade de vida, mas também veio a dominar progressivamente o mercado da moda.

 

A Galeria de Moda de Macau organizou especialmente a presente edição da exposição intitulada “Rejuvenescimento da Moda – Exposição de Moda Ecológica e Funcional”, com o objectivo de inspirar os estilistas locais a alcançar novos patamares na criação, utilizando tecidos reciclados para conferir ao vestuário uma nova “vida”. Esta exposição reúne uma diversidade de vestuário feito com tecidos funcionais e ecológicos, incluindo os que se distinguem pela absorção da humidade, pela impermeabilidade, pela elasticidade mecânica, pela sensação de frescura e pela secagem rápida. Para além destes, são também apresentados tecidos químicos, que contribuem para a redução da poluição, e tecidos ecológicos, como fibras vegetais e poliéster reciclado feitos a partir de garrafas de plástico.

 

Os oito estilistas locais que participam nesta exposição foram seleccionados através de uma recolha pública de obras e um processo rigoroso de avaliação e selecção, incluindo Milk Ng, Kitty Ng, Jack Lam, Celestino Maria Cordova, Jane Chan, Jade Leong, Connie Wong e Nicole Tam (enumerados aleatoriamente). Cada estilista vai apresentar dois conjuntos de vestuário confeccionado com tecidos ecológicos ou funcionais. A totalidade das 16 peças de moda vai permitir que os visitantes explorem e conheçam mais profundamente a combinação entre os tecidos ecológicos ou funcionais e a moda, orientando deste modo a sua atenção em relação à moda, à protecção ambiental e às tecnologias.

 

Nesta ocasião, a Galeria de Moda de Macau dirige o seu agradecimento especial à Taiwan Textile Federation pelo grande apoio e pelo fornecimento de diversos tecidos funcionais e ecológicos, sem os quais não teria sido possível organizar esta exposição.

 

2018.5.5-6.24

História das Marcas 2018 – Exposição de Vestuário Original de Macau III

Cada história comovente traz por si enredos e elementos extraordinários. O grau de compreensão da história depende da atitude, da curiosidade e do nível de exploração de quem a interpreta. Caminhando pelas ruas e becos, podemos ver pessoas vestidas com o seu estilo próprio e usam roupas com logótipos de marcas variadas, mas o que nós realmente sabemos sobre a história da criação das marcas? Nos últimos anos, o governo da RAEM tem envidado esforços no sentido de promover o desenvolvimento das indústrias culturais e criativas, surgindo assim várias marcas de moda originais e independentes no território. Por esta ocasião, a Galeria de Moda de Macau continua, este ano, a organizar a “História das Marcas 2018 – Exposição de Vestuário Original de Macau”, dispondo de um espaço para que as marcas originais de Macau possam contar as suas histórias ao público, mediante uma recolha pública de histórias das marcas, seguido de uma avaliação e selecção. Esta exposição contará com a presença de seis marcas de moda: I.N.K, Jade.L, alexis jordan, Nega C., Denim works e ella épeler, estando disponível para venda das obras das marcas participantes. A exposição será dividida em três fases, cada uma composta por duas marcas. Na primeira fase, serão apresentadas a I.N.K com o estilo de rua popular e a JADE.L com o estilo neutro. A segunda fase contará com a alexis jordan do espírito metropolitano e a Nega C. do estilo doce e romântico. Na última fase, serão exibidas a Denim works com tecnologias específicas de produção de jeans e a ella épeler com ilustração e totem.

História das Marcas 2018 – Exposição de Vestuário Original de Macau III:

Denimworks Tema da exposição :  “Camoudream”

A presente exposição conceptual tem como tema “Camoudream” de 2017, sendo da co-autoria da Denimworks e do fundador do “Blademark”, Fortes Pakeong Sequeira.

A vida é como o clima, estando em constante mudança, podendo o tempo soalheiro passar a ser chuvoso repentinamente. As tempestades dificilmente previsíveis fazem com que não nos possamos prevenir. Para se salvar, algumas pessoas optam por evitar conflitos e ceder para se protegerem a si mesmas, ou até ajustam a sua própria personalidade no sentido de se adaptar ao ambiente. A fisionomia destas pessoas não é bem definida. Elas perdem-se na vida e deixam simplesmente a sua alma “enterrada num túmulo decadente”, sobrevivendo sem valor neste mundo ao qual falta empatia, mas que se enche com degradação e sangue frio.

No entanto, será que viver desta forma, sem trazer valor, é a única maneira de sobreviver neste tempo de decadência moral?

Não! Mesmo que tenhamos de adoptar uma “cor de protecção”, temos de tornar a nossa vida colorida e enriquecê-la! Temos de viver à nossa maneira!

 

ella épeler Tema da exposição — “Eu Sonho com o Mar”

A exposição debruça-se sobre uma pequena história em que uma menina sonhava nadar no mar e se deparou com uma variedade de seres marinhos. Pelos seus olhos viu a água clara na qual o sol penetrava e nadou livremente neste espaço misterioso, mas belíssimo. A menina recriou em desenhos os seres marinhos que encontrara, salientando a delicadeza do sonho com tons claros e suaves de cor de rosa. As várias camadas de tule transmitem A sensação da água do mar a fluir e a alegria de nadar são demonstradas por várias camadas de tule, enquanto que os desenhos são cobertos por um tecido bordado e semitransparente, criando uma pintura do mar num tom enigmático.

 

2018.3.10-4.29

História das Marcas 2018 – Exposição de Vestuário Original de Macau II

Cada história comovente traz por si enredos e elementos extraordinários. O grau de compreensão da história depende da atitude, da curiosidade e do nível de exploração de quem a interpreta. Caminhando pelas ruas e becos, podemos ver pessoas vestidas com o seu estilo próprio e usam roupas com logótipos de marcas variadas, mas o que nós realmente sabemos sobre a história da criação das marcas?

Nos últimos anos, o governo da RAEM tem envidado esforços no sentido de promover o desenvolvimento das indústrias culturais e criativas, surgindo assim várias marcas de moda originais e independentes no território. Por esta ocasião, a Galeria de Moda de Macau continua, este ano, a organizar a “História das Marcas 2018 – Exposição de Vestuário Original de Macau”, dispondo de um espaço para que as marcas originais de Macau possam contar as suas histórias ao público, mediante uma recolha pública de histórias das marcas, seguido de uma avaliação e selecção.

Esta exposição contará com a presença de seis marcas de moda: I.N.K, Jade.L, alexis jordan, Nega C., Denim works e ella épeler, estando disponível para venda das obras das marcas participantes. A exposição será dividida em três fases, cada uma composta por duas marcas. Na primeira fase, serão apresentadas a I.N.K com o estilo de rua popular e a JADE.L com o estilo neutro. A segunda fase contará com a alexis jordan do espírito metropolitano e a Nega C. do estilo doce e romântico. Na última fase, serão exibidas a Denim works com tecnologias específicas de produção de jeans e a ella épeler com ilustração e totem.

História das Marcas 2018 – Exposição de Vestuário Original de Macau II:

alexis jordan Tema da exposição : alexis jordan

Inspirada na metrópole cosmopolita e moderna, a marca de moda alexis jordan cria uma colecção de vestuário masculino de estilo indiscreto, simples e confortável, recorrendo tecidos importados de excelente qualidade e técnicas de costura sofisticadas, para satisfazer o desejo da moda de alta qualidade por homens urbanos, a fim de mostrar o perfil cosmopolita. Desta vez, a concepção da exposição baseia-se na criatividade e identidade da sua marca, a qual combina com traços típicos da arquitectura sino-portuguesa de Macau, criando assim um estilo de vida de homens modernos e o seu sentido de moda.

Nega C. Tema da exposição : Continuing the Dream

Durante a minha infância, eu costumava brincar na pequena fábrica da minha família, ouvindo o som interminável das máquinas de costura enquanto vendo pilhas de roupas de padrões variados. Estas são as minhas memórias de duas gerações da minha família trabalhadora e diligente, que me moldaram e fizeram com que o meu sonho se tornasse realidade. Estou-lhes grata por isso e espero que a minha marca de moda Nega C. possa herdar o espírito trabalhador da geração anterior e continuar o sonho da nova geração.

 

2018.1.13-3.4

História das Marcas 2018 – Exposição de Vestuário Original de Macau

Cada história comovente traz por si enredos e elementos extraordinários. O grau de compreensão da história depende da atitude, da curiosidade e do nível de exploração de quem a interpreta. Caminhando pelas ruas e becos, podemos ver pessoas vestidas com o seu estilo próprio e usam roupas com logótipos de marcas variadas, mas o que nós realmente sabemos sobre a história da criação das marcas?

Nos últimos anos, o governo da RAEM tem envidado esforços no sentido de promover o desenvolvimento das indústrias culturais e criativas, surgindo assim várias marcas de moda originais e independentes no território. Por esta ocasião, a Galeria de Moda de Macau continua, este ano, a organizar a “História das Marcas 2018 – Exposição de Vestuário Original de Macau”, dispondo de um espaço para que as marcas originais de Macau possam contar as suas histórias ao público, mediante uma recolha pública de histórias das marcas, seguido de uma avaliação e selecção.

Esta exposição contará com a presença de seis marcas de moda: I.N.K, Jade.L, alexis jordan, Nega C., Denim works e ella épeler, estando disponível para venda das obras das marcas participantes. A exposição será dividida em três fases, cada uma composta por duas marcas. Na primeira fase, serão apresentadas a I.N.K com o estilo de rua popular e a JADE.L com o estilo neutro. A segunda fase contará com a alexis jordan do espírito metropolitano e a Nega C. do estilo doce e romântico. Na última fase, serão exibidas a Denim works com tecnologias específicas de produção de jeans e a ella épeler com ilustração e totem.

 

História das Marcas 2018 – Exposição de Vestuário Original de Macau

I.N.K Tema da exposição – “BATTLE: Expedição”:

Esta vez, com o conceito de “Capítulos”, a marca I.N.K utiliza a forma de secção para “compor” séries de temas, a fim de substituir a apresentação de “Primavera, Verão/Outono, Inverno”, esperando expressar de forma mais completa a história. A inspiração do tema é proveniente do uniforme militar da década 50; os designers utilizaram o “humor” do desequilíbrio em comprimento, do conflito de proporção e do deslocamento de design para redefinir a moda de uniforme militar sério, transformando arbitrariamente as argolas e as fivelas equipadas em cinto do estilo de uniforme militar em acessórios brilhantes.

Além de mostrar o espírito de exército tenaz, a exposição desta vez também inclui os elementos da cultura musical Hip-hop, ou seja, battle improvisado da rua, sendo um intercâmbio para ganhar aplausos do público. A série de vestuário na exposição integra música Hip-hop, graffiti e cultura desportiva na criação, bem como combina o estilo de corte da década de 90 com a cultura musical Hip-hop.

A série de vestuário utilizou as cores militares, tais como verde de selva, vermelha de cinábrio, cinza de casaco quebra-vento e preto do céu noturno; em relação aos materiais, o casaco militar utilizou alpaca macia, e as calças de skate adoptaram denim casual, com a camisola encapuçada de algodão confortável, misturando um estilo moderno da cidade de lazer. Os casacos clássicos da “Força aérea MA1” e da “Força aérea M65”, através da nova transformação de náilon  flexível, quebraram a impressão pesada e inflexível do uniforme militar.

Além disso, a série de vestuário desta estação usa a decoração floral com característica de Macau como o tema da primeira série de vestuário, mostrando a base cultural da marca de moda de Macau. Os designers herdaram os sentimentos, moda e estilo de vida de Macau, para simbolizar a tremulação da bandeira de moda, e anunciar o início oficial da “expedição” da marca.

 

JADE.L Tema de exposição -“Gentlewomen”:

A inspiração da série é proveniente do feminismo do século XIX; sob a influência do estilo de vestimenta dos homens, o estilo de vestimenta das mulheres tornou-se gradualmente neutralizada, reduzindo o estilo de vestimenta “restritivo” do passado.

Com referência do estilo de vestimenta dos cavalheiros britânicos daquela época, o casaco e o manto foram utilizdos no design de detalhes de vestuário feminino da série, esperando integrar a graciosidade das mulheres e o estilo conciso; o material de lã de dupla face no tecido principal mostra uma visão dupla de névoa, que é às vezes clara e às vezes indistinta; e a cor amarela-cinza passa toda a série, mostrando a sensação caótica e enevoada.

A estrutura espacial desta exposição parece um ambiente neblioso no desenvolvimento industrial; combinando com as cores ricas de trigo e linho, sob o brilho solar, cria-se um espaço amarelado e quente, para que os visitantes se sentissem como no século XIX, à era misteriosa e simples, experimentando a integração da moda e clássico.

 

2017.10.7-12.31

“Moda‧Momento de Encontro”―Exposição dos Trabalhos do 4.º Programa de Subsídios à Criação de Amostras de Design de Moda

No momento em que a brisa fresca do Outono sopra lentemente, a Galeria de Moda de Macau tem o prazer de apresentar a “Moda‧Momento de Encontro”―Exposição dos Trabalhos do 4.º Programa de Subsídios à Criação de Amostras de Design de Moda, na qual são exibidos os trabalhos excelentes dos designers de moda locais, que participaram no “Programa de Subsídios à Criação de Amostras de Design de Moda 2016” lançado pelo Instituto Cultural do Governo da RAEM.

 

Estarão expostos na exposição os trabalhos dos oito designers (equipa de designers), incluindo Tam Chi Kit, Wai Chin Seong, Lo Ka Heng e Choi Wai Leng (equipa), Cheang Chi Tat, Peng Yun, Leong Man Teng, Wong Man Chon e Lao Ka Weng.. Os trabalhos foram seleccionados pelo júri profissional de um grande volume de trabalhos candidatos. Nesta exposição, cada designer selecciona duas peças da sua colecção de moda para exibir. Os tipos dos trabalhos incluem roupa de malha, fato elegante, vestido fantasioso para mulher, vestido de festa e roupa casual, entre outros.

 

O Instituto Cultural do Governo da RAEM lançou o “Programa de Subsídios à Criação de Amostras de Design de Moda” em 2013, tendo como objectivo encorajar o design de moda e a criatividade a nível local, incentivar os designers de moda a elaborarem um plano de marketing viável e adequado, permitir-lhes envolverem-se em actividades comerciais ou exposições de moda no Interior da China e no estrangeiro, a fim de aumentar o prestígio e a competitividade, bem como impulsionar o desenvolvimento da indústria do design de moda de Macau.